quarta-feira, 13 de maio de 2009

Resumidamente, paixão

"Você nunca deixa de querer a pessoa que esteve apaixonado, só aprende a viver sem ela."

Li, não importa aonde, esta frase e me identifiquei com ela. O que ela diz é bem verdade: Dentro de nós ainda haverá uma fagulha de amor, saudade, sonho ou fraternidade sobre a pessoa antes querida. Não adiantará distância nem dor imensa. Se é paixão, é sonho extremo, enfim, eterno. Por mais que você admita não querer nem gostar mais do ex-amor, sua presença ainda é boa. Estar ao seu lado é bom. Como amigo, que seja, mas você nunca dispensará sua companhia. Ainda que sua entrada no msn, com a janelinha subindo, não lhe cause mais taquicardia, seu nickname será sempre curiosidade, seu oi será sempre respondido. Queremos enganar a quem? Negar para todo o sempre o amor reprimido? Envergonhar-se de nada ter dado certo? Às vezes os contos não têm fadas. Ou simplesmente as têm demais.

Enfim, em pouco tempo e sem menos esperar, outro cara aparece. Pode não ser tão eterno quanto antes, mas será breve e bom. Pode não ser tão forte quanto antes, mas será outro. Inevitavelmente, a paixão tornará-se amiga e o amor, verdadeiro. Antes uma vida leve do que uma guerra em busca de algo que nunca se terá. Ter amor nunca é fácil, então vivamos aqui o que nos surge a frente, como se também fosse inesquecível.

De uma mulher encantada, aos leitores e blogueiros.


Luciana Pontes

5 comentários:

  1. Post super verdadeiro, eu sou suspeita a falar...

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. adorei o post! parabéns pelo blog
    virei seguidor :*

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com a frase ali em cima. Quando o sentimento é de verdade, é impossivel esquecer. O que resta é encarar a vida sem essa pessoa.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. aa gente nunca esquecee :S

    ;*

    ResponderExcluir