terça-feira, 1 de setembro de 2009

Abra-os

Não feches teus olhos. Não, o dia está claro, está começando. Mantém-te fora do sono, do pesado sono, que tenta te levar toda hora. Não te entregues ao mundo desconhecido. Fica e vê o vento balançar as árvores. Levanta-te da cama, do sofá da sala, sinta o perfume de novos ares. Não, não feches os olhos. O dia é uma bênção, uma sublime criação. Olha com gosto a claridade que te cerca. Sinta o calor do solo, a brisa que o suaviza, o horizonte ligeiro e distante... Olha com teus olhos e não os feche. Há muito que ver, há muito que contar e não é tempo de encerrar a luz que te acompanha. Mantém-nos abertos, muito há para te encantar. Agora, acorda e vai-te ir mais além daqui, há quem te espera do outro lado. Vamos, menina, está na tua hora de continuar a viver.


Luciana Pontes

3 comentários:

  1. fexe os olhos, não enxergue a realidade.
    apenas imagine e sinta.

    ResponderExcluir